Comunidade Justiça e Retidão: Dezembro 2010
Buscai primeiramente o reino de Deus e sua justiça, e todas as outras coisas vos serão acrescentadas. Mt 6:33

Tattoo

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Encontrei isto neste blog e não aguentei, tive q postar aki também.......

16 coisas que você precisa saber sobre uma pessoa tatuada:



1. Não, ela não quer falar sobre isso.

2. Sim, ela teve coragem. Ao contrário de você, que está pensando em fazer uma tatuagem há 14 anos.

3. Não, ela não se arrependeu.

4. Ela é tatuada, não tatuadora. E não quer dar a você todas as dicas de como, onde, quando e que desenho tatuar.

5. Cuidado com perguntas do tipo “Você trabalha com tatuagem?” se não quiser ouvir respostas do tipo “Sim, eu não tiro a tatuagem para trabalhar”.

6. A não ser que pinte um clima, não saia botando a mão.

7. Não, ela não é um outdoor, nem um pássaro, nem um avião. Pessoas tatuadas não gostam de ser assistidas como se fossem um filme. Nem de ser

observadas e avaliadas como num programa de calouros. Evite dar voltas em volta dela, olhando de cima a baixo.

8. Pode parecer estranho, mas, não, ela não quer chamar atenção. Pode parecer ainda mais estranho, mas as tatuagens são desenhos dela para si mesma, não para os outros. E têm muito mais a ver com o que ela quer dizer para si mesma do que para o mundo.

9. Perguntas do tipo “E essa aqui, o que significa?” só significam uma coisa: você é um chato. Gostaria de ouvir perguntas do tipo “O que significa o seu cabelo chanel?”

10. Proibido fotografar, filmar, tocar ou comer no recinto.

11. Não, ela não quer pensar em um desenho para você tatuar.

12. Sim, ela respeita se você achar ridículo. Mas nem tudo precisa ser dito. Ou ela será obrigada a opinar sobre o seu enorme brinco de pena.

13. Doeu, sim. Mas o que dói mesmo é esse seu olhar de turista.

14. Sim, ela já sabe que você é louco pra fazer uma, mas nunca teve coragem. A pergunta é: “E daí?”

15. Não, ela não tem tatuagem onde você está imaginando.

16. Sim, ela trabalha num lugar muito democrático. Ou usa terno e gravata.



P.S.: espero que a próxima pessoa que venha me perguntar o significado das minhas, leia isso antes kkkkkk

E se a graça nos surpreender???

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

mas, e se a  graça nos surpreender???

Em todo o momento, agradecia a Deus por tudo aquilo que estava passando (ela foi escolhida para o “A Festa é Sua” (um quadro que envolve os três quadros “assistenciais” do Caldeirão: “Lar Doce Lar”, “Lata Velha” e “Agora ou Nunca”). Por várias vezes disse “não merecer” o que estava acontecendo, e que aquilo só poderia ser benção divina. Em nenhum momento arrogou-se ser uma mulher especial, ao contrário, não cansava de dizer que só poderia fazer o que fazia por causa das outras pessoas, que ajudavam: “Eu sou só o motor... vocês são o combustível”, dizia para a multidão de pessoas que acercava-se de sua casa.

Mas é espírita! E “macumbeira” (pior ainda... Deus me livre!!!)... tem um “terreiro” dentro de casa..

E, segundo a “Santa Igreja Evangélica”, está condenada ao inferno por sua “terrível” crença nos espíritos...

Silas Malafaia é carioca. Tem vários programas na TV, onde anuncia aquilo que chama de “evangelho”. Há algum tempo atrás disse num desses programas, com a “doçura” que lhe é peculiar, que “pastor que promete benção material em troca de oferta... é pilantra... é safado!!!”. Estranhamente, algum tempo depois disse “eu planto oferta na casa de Deus...e vou colher bênçãos materiais!!!”, e ainda chamou de “trouxas” aqueles que ofertam “por amor”.

Comprou um valioso horário na TV brasileira pela bagatela de alguns milhões de reais, onde além de pregar seu “evangelho” vende seus livros, DVD’s e agora, pela singela “oferta voluntária” de R$ 900,00 além de “vender” uma benção de prosperidade sobre a vida da pessoa, ela recebe “gratuitamente” uma “Bíblia da Batalha Espiritual e da Vitória Financeira” (que custa R$ 119,40).

Montou seu império financeiro, sua própria “Central Gospel” e recentemente adquiriu um jatinho, pela “bagatela” de U$ 12.000.000,00 (Doze MILHÕES de DÓLARES). Uma oferta que “caiu do céu” para este santo homem.

Mas é pastor evangélico! Prega o “evangelho” a milhares de pessoas...

E, segundo a “Santa Igreja Evangélica’ já está com seu lugar garantido no céu...

Mas...

Por que será que às vezes acho que Deus, na sua maravilhosa graça e seu imenso senso de humor, nos surpreenderá no “Dia Final”?

“Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus. Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? e em teu nome não fizemos muitas maravilhas? E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniqüidade.”

(Mateus 7.21-23)

“Então dirá o Rei aos que estiverem à sua direita: Vinde, benditos de meu Pai, possuí por herança o reino que vos está preparado desde a fundação do mundo; Porque tive fome, e destes-me de comer; tive sede, e destes-me de beber; era estrangeiro, e hospedastes-me; Estava nu, e vestistes-me; adoeci, e visitastes-me; estive na prisão, e fostes ver-me.

Então os justos lhe responderão, dizendo: Senhor, quando te vimos com fome, e te demos de comer? ou com sede, e te demos de beber? E quando te vimos estrangeiro, e te hospedamos? ou nu, e te vestimos? E quando te vimos enfermo, ou na prisão, e fomos ver-te?

E, respondendo o Rei, lhes dirá: Em verdade vos digo que quando o fizestes a um destes meus pequeninos irmãos, a mim o fizestes.

Então dirá também aos que estiverem à sua esquerda: Apartai-vos de mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o diabo e seus anjos; Porque tive fome, e não me destes de comer; tive sede, e não me destes de beber; Sendo estrangeiro, não me recolhestes; estando nu, não me vestistes; e enfermo, e na prisão, não me visitastes.

Então eles também lhe responderão, dizendo: Senhor, quando te vimos com fome, ou com sede, ou estrangeiro, ou nu, ou enfermo, ou na prisão, e não te servimos?

Então lhes responderá, dizendo: Em verdade vos digo que, quando a um destes pequeninos o não fizestes, não o fizestes a mim. E irão estes para o tormento eterno, mas os justos para a vida eterna.”

(Mateus 25.34-46)

autor:
José Barbosa Junior, Rio de Janeiro, 28/12/2009
RETIRADO DO BLOG"UNDERFAITH MISSÕES URBANAS"